Quinta-feira, 16 de Junho de 2005
Troço cronometrado
Ontem à tardinha, e por um remoto acaso, reuniram-se as condições.
Quando dei por mim, desenhava curvas em ligeiro derrapanço no montado, alternando rapidamente esquerdas e direitas entre árvores de dupla escolha, aquelas que ficam no meio do caminho.
Dei-me também conta de que, por um caso ou por outro, havia anos que não levantava assim o pó à estrada.
Matei saudades. Apercebi-me de que andava a levar-me muito a sério.
Nem uma única porrada com a parte de baixo do carro.
Como não tive espectadores, tive que vir aqui gabar-me, é claro.

Acho que o post anterior teve a sua responsabilidade no sucedido.


por MCV às 02:35
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 11:33
Pois... Não havia nem fotógrafo nem máquina. Pode sempre arranjar-se um desenhito alusivo.
Aliás, ontem, apanhei vários quadros de luz e sítio que me fizeram pensar na preguiça que tenho tido de levar a máquina fotográfica à assistência técnica. E a tua? Ainda dá err....?
Beijo
Manuel
(http://gasolim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 05:07
Não é que eu duvide do interlocutor, mas para a próxima, quem sabe uma fotozeca das curvas para alegrar a malta? ;-)riacho
(http://alfa-e-omega.blogspot.com)
(mailto:riacho@gmail.com)


Comentar post

ANO XV


EDITORIAL
. Posts recentes

Portugal, 2016

Mourão, 2017

Albufeira de A...

Restos de colecção (82...

Fátima e o resto

Portugal, 2009

Rio Mira, 1988...

Alvor, 1989

São Salvador do Mundo,...

Janas, 2006

. Arquivos
. Links