Sexta-feira, 22 de Abril de 2005
Jornal
É verdade. Há muito que não lia um jornal diário em papel.
O há muito é o bastante para significar que certas coisas me espantaram.
A primeira foi ter verificado que ainda existe a secção da necrologia.
Foi nos antigos "O Século" e "Diário de Lisboa" que fiz o meu tirocínio como leitor de jornais.
Mais n' "O Século" pois era este o único que o meu avô assinava. Aqui pelas bandas dos subúrbios citadinos, o meu pai trazia os dois. Um à hora do almoço, outro à hora do jantar.
E em dias de guarda, lá vinha a formidável pontaria do homem que lançava jornais às janelas, a quase quinze metros do chão. Ignoro se o formato tablóide dá dobra para tal projéctil.
N' "O Século", depois de ultrapassada a fase em que só lia as maiúsculas, a morbidez inclinava-me para as secções Viação Perigosa e Dia-a-Dia. Notícias breves de acidentes de automóvel e de rixas de vizinhos. Claro que havia também as insuspeitas doenças súbitas. Desaguava então na referida necrologia.
Hoje, verifiquei por exemplo que as múltiplas chamadas dos pequenos anúncios envolvendo nomes de localidades não se referem a andares à venda mas a bustos 44, atendimentos personalizados e massagens não sei de onde. Verifiquei que as farmácias de serviço, no caso era uma necessidade, não figuram. Verifiquei muitas outras coisas de somenos importância - que ainda há estranhas formas de ajudar os apostadores a jogar no totoloto, horóscopos, palavras cruzadas e outros passatempos com letras. Mas falta o salto de cavalo. O salto de cavalo em falta é imperdoável.


Soluções no próximo número


por MCV às 17:51
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 22 de Abril de 2005 às 22:08
Exacto! - começas no branco, vais em salto de cavalo até ao preto, sem passar pela mesma casa duas vezes. Tens que as percorrer todas.
Então se fui eu que fiz o quadro... ;)
Beijo
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 22 de Abril de 2005 às 21:59
Isto é um 'el-dorado' a cavalo! Não podemos pisar na mesma casa duas vezes? O branco sai primeiro? Aposto que já decifraste esta também... ehehriacho
(http://alfa-e-omega.blogspot.com)
(mailto:riacho@gmail.com)


Comentar post

ANO XV


EDITORIAL
. Posts recentes

Portugal, 2012

Lisboa, 2017

Sintra, 2016

E.N. 263, 2011

Póvoa de Varzim, ...

Portugal, 2008

Um caso clássi...

Memorandum

Portugal, 2006

Vila Franca de Xira, 2...

. Arquivos
. Links