Sábado, 12 de Fevereiro de 2005
Euro 2004
Não sei o que lhes aconteceu.
Nem à dona do quiosque que me tomou por um técnico da câmara, nem ao rapaz que me perguntou se as obras sempre iam ser feitas, tomando-me apenas por alguém que devia saber.
Ela com toda a certeza temia perder o lugar perto do estádio, agora que o negócio prometia.
Ele, sorrindo, apenas me disse que ia procurar outro local para dormir.
Malditos papéis debaixo do braço, os que eu levava nesse dia.


por MCV às 01:00
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 1 de Maio de 2005 às 07:52
Pois. Quem diria que a resposta demorava tanto tempo?
Beijinho
Manuel
(http://gasolim.blogs.sapo.pt/arquivo/2005_02.html)
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 13 de Fevereiro de 2005 às 09:49
(lol) O hábito faz o monge, não é isso que dizem? :-)riacho
(http://alfa-e-omega.blogspot.com)
(mailto:riacho@gmail.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Mais um para a conta

Estação C.F. de Lisboa...

Vila Nova de Milfontes...

Vila Viçosa, 1989

Portugal, 2015

Estação C.F. da Funche...

Azenhas do Mar, 2008

Estação C.F. da Cruz Q...

Águas Livres, 2006

Setúbal, 2006

. Arquivos
. Links