Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2005
Elogios repetidos
Ao fotógrafo inumano que assim assesta as lentes, minuto após minuto, hora após hora.
Mesmo que alguém cuide do enquadramento, o fotógrafo não existe. É uma ficção, que nos dá imagem destas:



Não me canso de os fazer desde que comecei este blogue, há ano e meio. Há muito mais tempo que lá vou espreitar as fotografias.


por MCV às 21:04
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2005 às 13:17
Anda fugida pelas terras da Lapónia?
Virou Mãe Natal?
Beijo
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2005 às 12:45
Olá. Ói eu por aqui. eu tb sempre me admiro com essas imagens. Têm algo de surreal. Lilian
(http://www.lili-carabina.blogger.com.br/)
(mailto:a@a.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Mais um para a conta

Estação C.F. de Lisboa...

Vila Nova de Milfontes...

Vila Viçosa, 1989

Portugal, 2015

Estação C.F. da Funche...

Azenhas do Mar, 2008

Estação C.F. da Cruz Q...

Águas Livres, 2006

Setúbal, 2006

. Arquivos
. Links