Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2005
Saudades do possível


Onde a terra não tinha sesmo e agora tem.
Trocaremos prisioneiros ao fim da tarde na nossa ponte de Glienicke.


por MCV às 15:31
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2005 às 01:15
Tudo o que aqui se coloca, salvo explícita indicação em contrário, é da minha autoria.
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2005 às 00:56
Estas fotos são todas suas?

São fotos do antigo, mas com sabor de proximidade, de sensibilidade e de sutileza.Rafael Reinehr
(http://escreverporescrever.blogspot.com)
(mailto:superjazz7@terra.com.br)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Lisboa, 2012

Mourão, 2013

A cadela que pariu qua...

Lisboa, 2010

Sines, 2011

Estação C.F. de Queluz...

Lisboa, 2008

Sem (saber) le...

Porto Brandão, 2009

Amora, 2012

. Arquivos
. Links