Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2004
Dezembro
O Natal existiu. Claro que existiu.
Existiu em presépios com rebanhos de louça, musgo em pacotes, pontes romanas, castelos inverosímeis, fontes sem água, tudo em escalas diversas, como se alguém tivesse o divino poder de baralhar as perspectivas.
Mas ficou-se. Ficou-se lá para lá trás, ao pé da cadeira junto ao lume, onde se amontoavam caixas de Lego, carros da Corgi, chocolates Regina, lápis Viarco, livros das Mil e Uma Noites.
Ficou-se por aí, sem dizer quando. Ficou-se no frio barbeiro, nos alguidares de gelo no quintal, no madeiro que haveria de arder até ao Ano Novo, nos bolos feitos no forno da padaria, nas samarras, nos capotes pendurados na entrada.
Ficou-se no cheiro das carnes misturadas com fumo em todas as terras de passagem.
Ficou-se no azul forte do céu que inundava o monte, entre cães e gatos.
Ficou-se na pele fria do assento do carro, nas madrugadas em que se transpunha o Caldeirão.
Ficou-se em notas de quinhentos daquelas de chapa 9 cujo número de série tinha que ser verificado.
Ficou-se nos discos novos que se ouviam do outro lado da casa, em altos berros.
Ficou-se nos bolsos cheios de bombons.
Ficou-se entre quatro paredes. A sul.



por MCV às 23:40
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 10 de Dezembro de 2004 às 01:10
Pois é, para onde quer que me vire, há muito que não acho o espírito.
Perdeu-se no caminho.
Será que nas tais encruzilhadas do caracoroísmo, ainda me aparece à frente?
Um abraço
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Dezembro de 2004 às 00:46
Esse ficou aí sim... mas há outros que conseguem atravessar todas essas fronteiras e ganhar um espaço mais próximo. É verdade... os chocolates Regina! E aqueles que tinham sabor a frutas: morango, laranja... O Natal tinha outro sabor há uns anos atrás, sim... Mas agora conseguem dar-se novos sabores. Se estivermos para aí virados.
Um abraço nostálgico.
G.GatodeLisboa
</a>
(mailto:gatodelx@hotmail.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Porto, 2007

Portugal, 2004

Politicamente correcto...

Melides, 2013

Penha Garcia, 2013

Espanha, 2010

Alvor, 1989

Para depois

Da moda

40 anos de estrada e m...

. Arquivos
. Links