Terça-feira, 7 de Dezembro de 2004
A história do meu vizinho
Dava mesmo um filme.
Cruzámo-nos uns bons trinta e tal anos, desde que apareci por cá, até que ele desistiu.
Nunca se lhe conheceu família, sequer amigos. E se a vizinhança era velha, escrutinadora.
Uns diziam-no médico, dada a sua predilecção pelo vocabulário anatómico, patológico e simposial.
Outros génio louco. Sendo que, se todos temos um pouco duma coisa e de outra, ele teria a mais das duas.
Não perturbava a existência dos demais. Se os outros perturbavam a dele, nunca se soube. Por vezes, destinava longos solilóquios a vizinhos mais próximos, quase sempre entre a ironia, o afecto e o desconcerto. À porta do prédio, enquanto desenhava figuras no ar com a chave.
Sabia-se que os mesmos vizinhos lhe cuidavam da casa.
Talvez apenas quando ele consentia que o fizessem.
Um dos sinais mais violentos da sua existência foi a defenestração de um saco de lavandaria, repleto de maços de tabaco vazios. Relíquias já fora do mercado.
Certa vez, desfez-se das mobílias. Vimo-lo radiante - assim parecia - sentado na camioneta, ao lado dos homens que a carregaram.
Solicitado, dava longas aulas de história e geografia. Monarcas russos confundiam-se então com pinguins da Antártida, médicos portugueses com políticas americanas, produtos alimentares com compêndios de álgebra, peixes da nossa costa com sistemas de comunicação.
Gostava de comboios em verde, de poliglotas, de casas em tons de caranguejo.
Usava luvas e gabardine todo o ano.
E uma noite, desistiu.


por MCV às 19:06
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 22:41
Nunca se saberá. Um abraço.Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 21:20
Fartou-se?
Um abraço, G.
GatodeLisboa
</a>
(mailto:Gatodelx@hotmail.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

A transitar, em 2016

Memória telúrica

Portugal, 2013...

Vila Nova de Milfontes...

E.N. 268, 1988

Lisboa, 2007

Tudo a zeros

E.N. 3-13, 2013

Sintra, 2012

E.N. 10, 2007

. Arquivos
. Links