Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2004
Não sei que dia é hoje
Hoje deve ser um dia especial.
Durante anos foi-o por uma razão que já não faz sentido.
Mas hoje, hoje, não comemora nada. Hoje abre uma nova era.
Em que não se vislumbram vantagem pessoais. Mas em que se deseja, se espera que outros, próximos, as tenham.
Ainda não sei que dia é hoje. Sei que perdi algo. Sei o que perdi, mas não sei quanto.


por MCV às 10:38
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 22:57
Temo que assim seja. Um abraçoManuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Dezembro de 2004 às 16:33
Ouvi dizer que só vai se encontrar aquele que já se perdeu.leãdro wojak
(http://www.onze.blogspot.com)
(mailto:ldablio@yahoo.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Lisboa, 2012

Mourão, 2013

A cadela que pariu qua...

Lisboa, 2010

Sines, 2011

Estação C.F. de Queluz...

Lisboa, 2008

Sem (saber) le...

Porto Brandão, 2009

Amora, 2012

. Arquivos
. Links