Domingo, 14 de Novembro de 2004
As séries malucas (que não são para aqui chamadas) e a ordem das coisas

Foto de O.A.Brekke em http://www.olavsplates.com/netherlands3.html

Tenho lido com alguma perplexidade a pouca coisa que se tem escrito sobre a iminente mudança nas matrículas de automóveis.
Estão prestes a esgotar-se as combinações 00-00-XX.
Do pouco que pude ler, não li nada que sugerisse que o que se segue é o formato 00-XX-00.
Sempre me interessei por matrículas de automóveis. Não me perguntem por quê.
E é com a habitual condescendência que leio os disparates que aparecem aqui e ali.
Intrincados cálculos combinatórios (que não têm nada de intrincado, mas assim parecem), comparações absurdas com realidades desconhecidas, de tudo aparece no pouco que se escreve sobre o assunto.
Habituei-me há muito à ideia de que o nosso sistema é semelhante ao holandês. Semelhante no sentido de não ser igual, que o deles tem lá as suas particularidades tal como o nosso tem, mas formalmente confundível. E com o atraso respectivo.
Daí que já esperasse que ao formato antigo quase coincidente com as chapas pretas, XX-00-00, sucedesse o actual, como aconteceu na Holanda.
Daí que espere agora que as letras passem para o meio.
E que, assim esgotadas as combinações de duas letras - quatro algarismos, se passe às quatro letras - dois algarismos, tal como eles o fizeram.
Temos, com este sistema, ainda pano para muitas mangas. Talvez até ao tempo em que passe a haver outro tipo de identificação. Não percebo assim as confusões sobre o que vai e não vai acontecer a seguir.
Até comparações do nosso sistema com a fase em que está o sistema holandês actual (quatro letras mais dois algarismos) já tenho lido, como se não tivesse havido história no sistema deles.
Este é daqueles assuntos que não tem assunto.
Nem sei por que raio me lembrei dele agora.
E como não sou homem de modas, o último carro que comprei ainda tem as letras no início. O próximo, com toda a certeza, não as terá no fim.


por MCV às 08:49
endereço

3 comentários:
De Anónimo a 15 de Novembro de 2004 às 16:53
Eu gostava de poder mudar a cor das matrículas...Bekx
(http://www.ejetamos.blogspot.com)
(mailto:ejetamos@netcabo.pt)


De Anónimo a 15 de Novembro de 2004 às 09:18
E os jogos que se faziam com as matrículas?
Apostar em números e letras, a ver quem somava mais. Isto parado ou em movimento...
Duvido que ainda se façam.
Um abraço
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Novembro de 2004 às 06:02
Eu tinha (e ainda tenho, só que a sequência de letras e números é diferente) o hábito de formular automáticamente uma, ou duas até, palavras com as letras que via estampadas no carro que segue em frente! Coisas sem nexo, por certo. :-)
Uma boa semana.riacho
(http://alfa-e-omega.blogspot.com)
(mailto:riacho@gmail.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Olho de Boi, 2...

Lisboa, 2012

Mourão, 2013

A cadela que pariu qua...

Lisboa, 2010

Sines, 2011

Estação C.F. de Queluz...

Lisboa, 2008

Sem (saber) le...

Porto Brandão, 2009

. Arquivos
. Links