Sexta-feira, 15 de Outubro de 2004
Trajectórias
É sempre a mesma sensação.
Cruzamo-nos sempre em trajectórias normais.
Se algum dia elas forem tangenciais, será o diabo.

Sim. Esta é uma nota pessoal.


por MCV às 13:39
endereço

5 comentários:
De Anónimo a 19 de Outubro de 2004 às 17:00
Gosto de tangentes:)yardbird
(http://novosvoos.blogspot.com)
(mailto:yardbird25@netcabo.pt)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 17:30
Como diz a canção do grupo de rock local:

"Paralelas que se cruzam em Belém do Pará..."

...
Rafael Reinehr
(http://escreverporescrever.blogspot.com)
(mailto:superjazz7@terra.com.br)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 16:51
Nesse caso é so esticar a mão e tocar a estrela que a teu lado passar.
Faroleiro
(http://o-farol.blogspot.com)
(mailto:o_faroleiro@yahoo.com)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 14:30
O problema é aceder aqui à edição.
Quando tal não é possível, as últimas actualizações estão nos outros.
Um abraço
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 14:20
aqui está acessívelaterro
(http://aterro.blogspot.com)
(mailto:aterro_sac@hotmail.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Estação C.F. da Pampil...

Portugal, 2013

A transitar, em 2016

Memória telúrica

Portugal, 2013...

Vila Nova de Milfontes...

E.N. 268, 1988

Lisboa, 2007

Tudo a zeros

E.N. 3-13, 2013

. Arquivos
. Links