Segunda-feira, 4 de Outubro de 2004
Da música
Eu bem disse que as recordações podiam ser bizarras.
Ora era o tempo das Peugeot 504 cinzentas, aquelas de 7 lugares.
E era a época dos frios.
E era na estação de Beja, no largo da estação.
E a hora era a de aguardar que abrisse um café.
E a companhia era boa, muito boa.
E o rádio estava ligado, ah estava.
Foi exactamente assim que se ouviu, num daqueles programas para a gente da terra, o Marco Paulo a cantar “Mulher Sentimental”.
Caramba. Logo o som havia de ficar na fita.


por MCV às 17:26
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 5 de Outubro de 2004 às 20:03
Bem, essa resposta poderia ser dada de inúmeras formas :).
Só te digo, amigo Zé, que nem eu nem ela pensámos em mudar de sintonia.
Um abraço.
P.S. Então e as Letras? - dois dias sem posts -estes leitores são muito exigentes...Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Outubro de 2004 às 17:43
Que azar.
Não havia tomates por perto?
Abraços amigo Manuel.LetrasAoAcaso
(http://LetrasAoAcaso.weblog.com.pt)
(mailto:LetrasAoAcaso@hotmail.com)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

E.N. 125-4, 20...

Vila Nova, 201...

Cascais, 2017

Portugal, toponímia, 2...

Portugal, 2007

Ramal de Cáceres, 2011...

...

E.E.N.N. 263/389, 2007...

Belver, 2014

Lisboa, 2008

. Arquivos
. Links