Domingo, 5 de Setembro de 2004
Quanto mais leio
Mais sono tenho.
"Andas a ler as coisas erradas" - disse-me ela, com os olhos postos no cinzeiro.
"Só conheço os erros nas convenções" - foi a minha resposta pouco calculada.
"Questão de palavras, meu caro. Digamos desadequadas." - já levantava os olhos da mesa e do cinzeiro, que entretanto se enchera.
"Também tu tiras os olhos da cinza."
A conversa ficou por ali. Ou talvez não.


imagem adaptada daqui


por MCV às 22:58
endereço

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Lisboa, 2012

Mourão, 2013

A cadela que pariu qua...

Lisboa, 2010

Sines, 2011

Estação C.F. de Queluz...

Lisboa, 2008

Sem (saber) le...

Porto Brandão, 2009

Amora, 2012

. Arquivos
. Links