Segunda-feira, 16 de Agosto de 2004
Mudança de ano
O pai de J. não sabia como e quando ele tinha começado a ler. Só as maiúsculas de imprensa.
Lia e escrevia, conquanto-a-escrita-se-fizesse-com-hífenes-a-separar-as-palavras-já-que-J.-não-dominava-os-espaços-entre-as-letras-e-entre-as-palavras-e-sabendo-disso-era-dessa-forma-que-separava-uma-palavra-da-outra.
Talvez que J. soubesse ler as palavras, mas decerto não lhes conhecia o significado muitas vezes.
O que é isto? O que é que quer dizer?
Nesse dia, o pai de J. lia o jornal que o fornecedor habitual acabara de lançar quinze metros no ar até à janela.
J. estava virado para a primeira e última páginas, atrás das quais o pai se escondia, e deu-lhe para perguntar porque é que o jornal era todos os dias diferente, excepto o cabeçalho e um certo número.
Qual número?
Este.
Ah, isso é o ano.
E o ano também muda?


por MCV às 20:32
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 17 de Agosto de 2004 às 11:29
Parece-me bem que tinha razão.
Abraços.LetrasAoAcaso
(http://LetrasAoAcaso.weblog.com.pt)
(mailto:manintherisingsun@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Agosto de 2004 às 21:18
Naturalmente, tinha razão :-)yardbird
(http://novosvoos.blogspot.com)
(mailto:yardbird25@netcabo.pt)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Perguntas que não pode...

Perguntas que não podem f...

J.R.

E.N. 236-1, km 0

Picos de irracionalida...

Picos de irracionalidade

E.N. 236-1

Beja, 2011

Azenhas do Mar, 2008

Espanha, 2010

. Arquivos
. Links