Sexta-feira, 6 de Agosto de 2004
As reacções
Seja lá pelo que fôr.
Seja pela universidade do disparate, que cada vez tem mais discípulos assíduos.
Seja pela pressão da imprensa, cada vez mais intensa e em todo o campo.
A verdade é que as reacções aos acontecimentos, sejam eles acidentais ou intencionais, sejam palavras ou actos, são normalmente de um teor em disparate muito maior do que os acontecimentos que as motivam.
Até quando reagem a algo que nunca aconteceu. E isso é o que não falta.


por MCV às 14:09
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 6 de Agosto de 2004 às 22:32
hmmm... visual diferente! gostei.
disparates há em todo lugar. não será a propria vida um disparate?Lili
(http://www.lili-carabina.blogger.com.br)
(mailto:carabinaridesagain@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Agosto de 2004 às 21:36
Verdade, Manuel. Vezes demais. Um abraçoyardbird
(http://novosvoos.blogspot.com)
(mailto:yardbird25@netcabo.pt)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

A transitar, em 2016

Memória telúrica

Portugal, 2013...

Vila Nova de Milfontes...

E.N. 268, 1988

Lisboa, 2007

Tudo a zeros

E.N. 3-13, 2013

Sintra, 2012

E.N. 10, 2007

. Arquivos
. Links