Quinta-feira, 29 de Julho de 2004
Às escuras



por MCV às 04:34
endereço

4 comentários:
De Anónimo a 30 de Julho de 2004 às 02:31
pela noite... já não falo... observo...
pelas estradas...
///~..~\\\avoz
</a>
(mailto:avoz@uol.com.br)


De Anónimo a 29 de Julho de 2004 às 13:06
Não me tiraste a razão. Quem as percorre tem que ser valente. A mim é que não me apanhavam numa estrada dessas e a essa hora.aq
(http://www.dizertudocomoosmalucos.blogspot.com)
(mailto:aaqq@iol.pt)


De Anónimo a 29 de Julho de 2004 às 12:58
Qual valentia? São assim as estradas da minha terra. Sempre o foram.Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 29 de Julho de 2004 às 11:27
Um homem. Um carro. E esta escuridão? Foje!... e não queres tu admitir valentia... Amadorismo, disseste tu? humm!?...aq
(http://www.dizertudocomoosmalucos.blogspot.com)
(mailto:aaqq@iol.pt)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Mais um para a conta

Estação C.F. de Lisboa...

Vila Nova de Milfontes...

Vila Viçosa, 1989

Portugal, 2015

Estação C.F. da Funche...

Azenhas do Mar, 2008

Estação C.F. da Cruz Q...

Águas Livres, 2006

Setúbal, 2006

. Arquivos
. Links