Sábado, 24 de Julho de 2004
A roda (fragmentos da silly season)


Pois não sei. Não sei que diga...
Eu cá digo e torno a dizer que ele não conhecia a roda.
A roda... A roda, talvez não. Mas coisas parecidas conhecia com certeza. Então a Terra não é uma bola?
É. Mas não é uma roda.
Mas roda. Vai rodando. É ver o sol nascendo e pondo-se.
Pois. Mas não é bem roda. Roda de andar. Uma bola sempre rebola.
Andamos de reboleta então...
A terra não é uma roda.
Não é, mas parece-se.
Mas se ele conhecesse a roda, havia de haver animais com rodas.
Mas andam na mesma, ou não?
Andam. Mas se tivessem rodas, andavam mais depressa.
Será que sim? E seria preciso isso para quê? Não dava jeito para subir escadas...
Não sei, mas olha lá... Há animais com asas, não há? Só depois é que se inventaram as asas dos aviões. Há animais com barbatanas que nadam e flutuam, não há? Só depois é que se inventaram os barcos e as barbatanas para os homens. Então porque é que ele deixou inventar a roda primeiro e não fez logo animais com rodas?
Ah, pois isso não sei.
Mas sei eu. É porque não conhecia a roda.

Leituras recomendadas:

Ezequiel 1:15
Chicago Chronicle, May 27, 1999, Vol. 18 No. 17
ABC online, Dr. Karl S. Kruszelnicki, Great Moments in Science, 17 June, 1999
ABC online, Dr. Karl S. Kruszelnicki, Great Moments in Science, 24 June, 1999


imagem de


por MCV às 19:43
endereço

29 comentários:
De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 11:56
claro, claro que pode! Ainda aproveitamos pra ememdar com uma feijoada. Q tal?Lili
(http://www.l.com)
(mailto:a@.l.com)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 04:07
Lili: Podemos ir comer a açorda aí no litoral paulista?
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 04:02
Bebam mais um copo, vá.
E ainda chumbamos uma açorda.
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 03:59
Foge!... acenderam a luz outra vez. Deixa-me pisgar-me. Até amanhã, pessoal.aq
(http://www.dizertudocomoosmalucos.blogspot.com)
(mailto:aaqq@iol.pt)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 03:58
Fui eu que apaguei a luz! Mil perdões...Lili
(http://www.l.com)
(mailto:s@d.com)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 03:57
Ai meu Deus... tá pior mesmo que o Yorgut, digo, orkut. Liga não, AG, que o nosso Manuel aqui só guarda tranqueiras dentro de casa.Lili
(http://www.lll.com)
(mailto:q@w.com)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 03:56
Atão fecharam a luz com a moça cá dentro...
Algum malandro.Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 03:53
Epá!... ainda aqui estava eu. E tenho medo do escuro. Porra!... não tenho mesmo sorte nenhuma. Agora deixam-me aqui às escuras... Aonde é a porta? Ai, Jesus!... já tropecei em qualquer coisa. Será a roda? Oh Manuel?! Para que queres tu isto dentro de casa? Já sei. É para guardar como prova da tua genialidade.aq
(http://www.dizertudocomoosmalucos.blogspot.com)
(mailto:maria.santos@iol.pt)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 03:53
Pois é. E eu a dizer que isto não era o MSN...
Já parece mas é um forum.
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Julho de 2004 às 03:49
Pois é, Manuel!... Mandei às 3.07 h. Se ainda não chegou, já não chega. Algo de anormal aqui se passa. Vamos então recarregar baterias e verificar amanhã. Eheh... lembras-te da conversa de ontem? Estou-te a dar sorte... diz lá...aq
(http://www.dizertudocomoosmalucos.blogspot.com)
(mailto:aaqq@iol.pt)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Porto, 2007

Portugal, 2004

Politicamente correcto...

Melides, 2013

Penha Garcia, 2013

Espanha, 2010

Alvor, 1989

Para depois

Da moda

40 anos de estrada e m...

. Arquivos
. Links