Domingo, 20 de Junho de 2004
Um domingo diferente
O Dr. S. morreu há alguns anos.
Desde que me lembro, a bandeira nacional surgia na varanda da casa dele do nascer ao pôr do sol, em dias de domingo e feriados nacionais.
Andei há pouco pelas ruas e nunca vi nada assim. É difícil apanhar um ângulo que não traia a nossa condição de portugueses republicanos.
Mas na varanda onde morou o Dr. S. não há bandeira.


por MCV às 17:07
endereço

1 comentário:
De Anónimo a 20 de Junho de 2004 às 17:32
Assim é que é...ser nacionalista até morrer...joana
(http://malukita.blogs.sapo.pt)
(mailto:amymanson_13@iol.pt)


Comentar post

ANO XIV


EDITORIAL
. Posts recentes

Lisboa, 2012

Mourão, 2013

A cadela que pariu qua...

Lisboa, 2010

Sines, 2011

Estação C.F. de Queluz...

Lisboa, 2008

Sem (saber) le...

Porto Brandão, 2009

Amora, 2012

. Arquivos
. Links