Terça-feira, 20 de Abril de 2004
Colado com cuspo
Falava de alto sobre a segunda guerra, os mapas de desembarque, Anzio, Dunquerque, depois de Tobruk, de Varsóvia, de outros lugares incidentais.
Segurança nos pormenores, um detalhe aqui, outro acolá.
O parceiro fez-se entendido. Aquiesceu e adiantou mais nomes, mais locais, mais incidentes.
A tudo dizia que sim.
A um surdo pode dizer-se um palavrão no meio, que ele não nota.
A um entendido, meia-dúzia de locais inexistentes e personagens de almanaque soam como heróis em batalhas longínquas.


por MCV às 13:31
endereço

1 comentário:
De Anónimo a 25 de Abril de 2004 às 03:53
Pois é, Manuel,
Dependendo da entonação, do grau de segurança apresentado, da pompa e circunstância adotados, uma bela mentira pode se tornar uma inquestionável verdade. Quantas há??!!
Abração
Fernando CalsFernando Cals
(http://observador.blogbrasil.com)
(mailto:fcals@globo.com)


Comentar post

ANO XV


EDITORIAL
. Posts recentes

Portugal, 2012

Lisboa, 2017

Sintra, 2016

E.N. 263, 2011

Póvoa de Varzim, ...

Portugal, 2008

Um caso clássi...

Memorandum

Portugal, 2006

Vila Franca de Xira, 2...

. Arquivos
. Links