Quarta-feira, 14 de Abril de 2004
Nunca na vida
Nunca na vida.
Nunca se prendera em teclas, nunca se dedicara a chats, a newsgroups, essas coisas...
Criara umas páginas lá para meados de 90.
Interesse público. A terra dele, fotografias, coisa formal.
O diabo é que tinha um caderno preto.
Desse caderno, inaugurado vezes sem conta, quis fazer um blogue.
Para ali escreveu. Banalidades.
Ilustrou.
Fotografias, desenhos, rabiscos.
Depois começou a ler. Aqui, ali, acolá.
Afinal, tantos como ele. Uns, políticos. Outros, sociólogos. Outros, o que fosse.
Leu.
Anotou os que gostava.
Um dia, abriu os comentários.
“Nd a vê, teu blog!”
“Passa lá no meu!”
Um dia, um comentário chamou-lhe a atenção.
Aquele nome ele conhecia. Era de alguém que ele costumava ler. Confirmou.
Sem ser seu hábito, deixou um comentário de resposta. Formal.
Teve réplica.
Um dia, considerou que o que lhe apetecia dizer era grande demais (talvez até não o quisesse público) e enviou um e-mail.
De resposta em resposta, vieram as teclas como cerejas.
Até que...
Lhe conheceu a voz.



por MCV às 23:08
endereço

4 comentários:
De Anónimo a 15 de Abril de 2004 às 22:22
Interessante, eu achei. Hm, estou aqui freqüentemente.Alfredo
(http://alfredovotta.outonos.com)
(mailto:alvotta@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Abril de 2004 às 13:31
adoro vc!!!a voz
</a>
(mailto:avoz@uol.com.br)


De Anónimo a 15 de Abril de 2004 às 03:33
E assim, das teclas fizemo-nos som...
e assim o encantamento continua...
sempre...

a voz
</a>
(mailto:avoz@uol.com.br)


De Anónimo a 14 de Abril de 2004 às 23:11
acontece! e depois? que fazer? Nada, simplesmente deixar andar;))safro
</a>
(mailto:safrodite@hotmail.com)


Comentar post

ANO XV


EDITORIAL
. Posts recentes

Portugal, 2011

Cachopo, 1988

Diz que Dom Fuas salto...

Lisboa, 2009

Rio Tâmega, 2017

E.N. 232, 2000...

Mora, 2017

Portugal, 2017

Portugal, 2017

Barcarena, 201...

. Arquivos
. Links