Domingo, 7 de Março de 2004
A 7 de Março


Até há alguns anos, 7 de Março não tinha significado especial.
Quem não fosse imune a televisão, saberia que é o aniversário das emissões regulares.
Sem que fosse sempre a 7, existiu durante alguns anos a coincidência entre a data do Festival da Canção e a noite de Sintra do rali de Portugal.
Não teriam relação nenhuma as duas coisas se não fosse o caso de durante a preparação da nossa escalada da serra, sermos confrontados ainda na vila, com os televisores a debitarem as últimas ocorrências festivaleiras.
Lá mais para o final, no meio da excitação dos carros e das meninas, havia um sempre que fazia a pergunta em voz alta: "Quem terá ganho o festival?"
Essa pergunta ecoou durante anos na minha memória, por ser inusitada e irrelevante face às circunstâncias. Ninguém sabia ou queria saber.
Foi substituída por outras igualmente irrelevantes e inusitadas em outras circunstâncias.
Mas ficou.
A partir do ano em que o rali ficou moribundo, a data passou a ter um significado pessoal.
Não por essa razão, mas por outra.
E o certo é que merecia comemoração. E a pérfida pergunta surgia sempre na altura mais inoportuna.
De tal sorte, que fosse ou não dia de festival, era um excelente bálsamo para o que queiram imaginar.

imagens aqui e aqui


por MCV às 19:54
endereço

ANO XV


EDITORIAL
. Posts recentes

Portugal, 2012

Lisboa, 2017

Sintra, 2016

E.N. 263, 2011

Póvoa de Varzim, ...

Portugal, 2008

Um caso clássi...

Memorandum

Portugal, 2006

Vila Franca de Xira, 2...

. Arquivos
. Links