Sexta-feira, 18 de Novembro de 2005
E.N. 102, 2005


por MCV às 05:20
endereço

2 comentários:
De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 22:57
A casa dos pardais de um amigo meu. Pardieiro, que não vem dos ditos.
Manuel
</a>
(mailto:gasolim@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 21:24
Esses umbrais... Os meus são "ombrais" repletos de penas espalhadas pelo chão de poeira.riacho
(http://alfa-e-omega.blogspot.com)
(mailto:riacho@gmail.com)


Comentar post

ANO XV


EDITORIAL
. Posts recentes

Portugal, 2012

Lisboa, 2017

Sintra, 2016

E.N. 263, 2011

Póvoa de Varzim, ...

Portugal, 2008

Um caso clássi...

Memorandum

Portugal, 2006

Vila Franca de Xira, 2...

. Arquivos
. Links