Domingo, 22 de Fevereiro de 2004
Os barcos da CP


Os barcos da CP valeram-me o único castigo em toda a escola primária.
Naquela parte em que se aprendiam os rios e as linhas de caminhos-de-ferro face ao tradicional mapa na parede, a minha insistência, já não sei porquê, em incluir os barcos da CP e uma linha imaginária a traço-ponto sobre as águas do Tejo, valeu-me a reprimenda e o mapa como panorama durante meia-hora.
Pior a emenTa que o soneto. Será que vem daí o meu fascínio por mapas? Acho que não, acho que vem mais de trás.
E a teimosia também.


por MCV às 00:19
endereço

ANO XV


EDITORIAL
. Posts recentes

Gasolim

Sintra, 2018

Esquecimento

Portugal, 2014

Estação C.F. de Pegões...

Cova do Vapor, 2018

Fronteira de Galegos, ...

Estação C.F. de Santa ...

Amoreiras-Gare, 2013

E.N. 9, 2006

. Arquivos
. Links