Domingo, 21 de Janeiro de 2007
Passatempo

Descobriu o Amigo Bic Laranja onde fica a obra de arte aqui deixada com o propósito de lançar um passatempo para a sua identificação. É a ponte de Totenique, sobre a ribeira do dito nome também chamada de Luzianes e fica ao km 6 e tal da E.N. 266, como bem alvitrou aqui (sheet12 é a folha onde estão as estradas de 261 a 270 e o único marco ordinário - arredondado - lá constante é o da 266, todos os outros são da classe 10k). Atente-se na ficha de arquivo da antiga JAE - DSP e já agora no erro de contagem do tempo que lá está. Entre as datas constantes decorreram 654 dias e não 761 ou 701, se se tratar de um 0 o algarismo do meio.

E atente-se ainda aqui no extracto da Carta Militar como corrigi muito mal o tiro quando mudei a orientação do fotógrafo de Leste para Es-sueste.



por MCV às 13:45
endereço

6 comentários:
De Bic Laranja a 21 de Janeiro de 2007 às 14:36
A precisão do tiro não foi essencial. Es-sueste o Este tanto dava. Partindo da E.N. 124 (um tiro ao calhas) dispus-me a encontrar um ponto de encontro de rodovia com via férrea (a pista que faltava da 1ª vez) com forma de V com vértice para sul. A rodovia teria que cruzar uma ribeira, claro.
Sem o segundo tiro não tinha lá chegado.
Como disse passei lá em 2002, mas não me lembro da ponte.
Abraço!


De MCV a 21 de Janeiro de 2007 às 14:55
Há várias naquela estrada. Interrogo-me se a ela terá acedido a partir da 123 pelo lado nascente ou poente, em Luzianes. Mera curiosidade.
E lá foi à terra do Chanquete. É curioso como essa série deixou lembranças em pessoas das idades mais diversas...
Abraço


De Bic Laranja a 21 de Janeiro de 2007 às 20:44
Pelo poente. Depois da praia (furnas), passando por Odemira onde sorvi uns iogurtes de meio litro do Lidl. Prestei pouca atenção às pontes. Lembro-me de ter enchido uma garrafinha de água lá mais para a Portela das Corchas e de ter dito à senhora: - É água de Monchique; é boa! A água pernoitou na mala do carro e no outro dia ela, arrumando a bagagem, apresentou-me a garrafa cuja água estava da cor do barro dizendo: - Queres água de Monchique? É boa!
Seguimos para Praia da Rocha...
Calhando há-de sair algo sobre Nerja.
Cumpts.


De Bic Laranja a 21 de Janeiro de 2007 às 21:57
Gostei tanto da resposta que a pus lá posta. Desculpe!
Cumpts.


De MCV a 22 de Janeiro de 2007 às 06:19
Andou então pelas minhas paragens. Fez as voltinhas para chegar a Luzianes. Sítios de fornalha, esses, se for Julho ou Agosto.
Abraço


De Bic Laranja a 22 de Janeiro de 2007 às 09:53
Julho: 2ª Quinzena.
:)


Comentar post

ANO XVII
EDITORIAL
. Posts recentes

Mem Martins, 2008

Setúbal, 2006

Cachopo, 2014

Quem sabe?

Estação C.F. do Oriente, ...

Mundo ocidental e o re...

Método II

Método

Lisboa, 2020

Peste

. Arquivos
. Links