Domingo, 28 de Setembro de 2014
Ironias do destino
Quis o destino que os responsáveis do PS talham, que a consulta à maioria silenciosa dos eleitores do PS tenha tido lugar exactos 40 anos depois de uma outra maioria silenciosa se ter manifestado (ou não) em favor de um travão ao destrambelhamento que se adivinhava.
Em homenagem a essa coincidência, esta adaptação do cartaz de então:



por MCV às 18:40
endereço

ANO XVII
EDITORIAL
. Posts recentes

Mem Martins, 2008

Setúbal, 2006

Cachopo, 2014

Quem sabe?

Estação C.F. do Oriente, ...

Mundo ocidental e o re...

Método II

Método

Lisboa, 2020

Peste

. Arquivos
. Links